top of page
  • Foto do escritorIpê Investimentos

IGP-M: como esse índice pode afetar os seus investimentos?

Entenda a influência do IGP-M no cenário econômico e em seu portfólio

Homens conversando um de frente para o outro e um com um computador na frente observando gráficos
Os aumentos de custos no aluguel, construção e energia são frequentemente atrelados ao IGP-M, um importante indicador da inflação no Brasil | Crédito: Freepik

Imagine que seu aluguel acaba de subir, os custos de construção dispararam e as tarifas de energia estão mais altas. O que todos esses aumentos têm em comum? Eles são frequentemente atrelados ao IGP-M. Muito mais do que um simples indicador de inflação, ele tem um papel crucial em diversos aspectos da economia brasileira e pode ter um impacto significativo nos seus investimentos.


O IGP-M, Índice Geral de Preços - Mercado, se destaca como um importante termômetro da inflação no Brasil, que reflete a variação de preços no mercado brasileiro. É composto por três índices diferentes: o IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo), que representa 60% dele; o IPC (Índice de Preços ao Consumidor), com 30%; e o INCC (Índice Nacional do Custo da Construção), com 10%. O IGP-M é calculado e divulgado mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas.


Este índice tem grande relevância e é bastante utilizado para ajustes de contratos, como aluguel de imóveis e tarifas públicas. Além disso, por ser um reflexo das variações de preços, o IGP-M tem impacto direto no poder de compra do consumidor.


Impacto em diferentes classes de ativos

Os títulos de renda fixa indexados ao IGP-M estão entre os investimentos que podem ser afetados pela variação deste índice. Por exemplo, investir em títulos como as Notas do Tesouro Nacional série C (NTN-C) pode ser vantajoso em períodos de alta inflação, pois eles garantem a preservação do poder de compra.


Já no mercado de ações, a oscilação do IGP-M pode afetar as empresas listadas na bolsa de valores, especialmente aquelas cujos custos de produção são sensíveis à inflação. Setores como o de construção civil e agronegócio podem ser mais impactados, dado que seus insumos frequentemente têm preços atrelados a índices inflacionários.


As variações do IGP-M também têm um impacto direto nos contratos de aluguel comercial e residencial, assim como nos retornos dos Fundos Imobiliários (FIIs).


Aluguéis indexados ao IGP-M podem sofrer reajustes significativos, influenciando tanto os proprietários quanto os inquilinos.


Outros investimentos, como commodities, também podem ser influenciados pela variação do IGP-M, refletindo-se nos preços de produtos como metais, grãos e energia. Essas variações afetam o comportamento do consumidor e a economia em geral e impactam desde o preço dos alimentos até o custo da energia.


Estratégias de investimento com a volatilidade do IGP-M

Estratégias eficazes de investimento devem levar em conta os cenários de alta e baixa do IGP-M. Proteger seus investimentos em momentos de alta inflação pode envolver a diversificação do portfólio. Por outro lado, em cenários de baixa, pode ser vantajoso focar em renda fixa com taxas prefixadas.


Investidores podem também considerar a alocação em setores menos vulneráveis à inflação ou que possam repassar custos mais facilmente ao consumidor. Além disso, o uso de derivativos e hedge pode ser uma estratégia que visa proteger posições em mercados mais voláteis.


Outra dica é ter uma carteira diversificada e que inclua diferentes classes de ativos. Isso pode incluir ações, imóveis, commodities e moedas estrangeiras. A diversificação pode ajudar a mitigar os riscos e a aproveitar oportunidades em diferentes cenários econômicos.


Ipê Investimentos: sua parceira ideal

A Ipê Investimentos, uma assessoria de investimentos personalizada, está aqui para ajudar você a criar uma carteira ajustada, podendo usar o IGP-M como seu aliado. Com uma análise cuidadosa, a equipe da Ipê Investimentos identifica tendências inflacionárias e aconselha sobre a alocação de ativos que se beneficiam dessas condições, como títulos indexados à inflação e investimentos em setores menos vulneráveis à inflação.



3 visualizações

Comments


bottom of page