top of page
  • Foto do escritorIpê Investimentos

Guia de investimentos para iniciantes: por onde começar?

Atualizado: 17 de jun.

Confira um guia completo de investimentos para iniciantes e descubra tudo o que é essencial para adentrar no universo financeiro com conhecimento, confiança e segurança


Pessoa segurando duas moedas de R$ 1,00
Dicas de investimentos para quem quer começar a prosperar financeiramente I Crédito: WIX

Investir pode parecer uma tarefa assustadora para o iniciante. No entanto, com uma compreensão básica dos diferentes tipos de investimentos e um pouco de pesquisa, você pode começar a construir um portfólio que atenda às suas necessidades financeiras.


Primeiro, é preciso entender o que você pretende com o seu investimento, quanto está disposto a investir a cada mês e qual o seu perfil de investidor. É preciso entender se você está procurando um retorno a longo prazo e está preparado para tolerar algumas flutuações de mercado.


Tipos de investimentos

Existem várias modalidades de investimento para iniciantes disponíveis. As mais comuns incluem ações, poupança, Tesouro Selic, fundos e imóveis. Cada um destes tem suas próprias vantagens e desvantagens; por isso, é importante pesquisar cada opção antes de tomar uma decisão.


Renda fixa

Dentro da renda fixa estão investimentos mais previsíveis e, portanto, mais seguros. Essa classe de ativos oferece a possibilidade de o investidor simular qual será a rentabilidade do investimento realizado neste título, como CDB, Tesouro Direto, Tesouro Selic, entre outros. Ou seja, você terá uma previsão de qual o lucro sobre o valor investido. 


Renda variável

Já na renda variável, o preço dos ativos pode sofrer variações conforme as flutuações do mercado. Dentro desta classe estão ações, fundos de investimentos, criptomoedas e mais. 


  • As ações são como pedaços de propriedade de uma parte da empresa. Quando você compra uma, você está comprando uma pequena parte dela. Por exemplo, se uma empresa tem 100 ações e você compra 10 delas, você é dono de 10% dela.


  • A poupança é uma modalidade oferecida por bancos e instituições financeiras onde você pode guardar seu dinheiro com segurança e também ganhar de capital extra através de juros. É importante notar que as contas poupança geralmente não oferecem retornos tão altos quanto alguns outros tipos de investimentos, mas elas são uma ótima opção para guardar o capital de forma segura e acessível para quando você precisar dele.


  • Investir em um fundo significa colocar seu uma parte do seu patrimônio com o de outras pessoas e confiar a um gestor a responsabilidade de investi-lo em uma variedade de ativos, como ações, títulos ou imóveis, dependendo do tipo de fundo escolhido. Os fundos oferecem diversificação e acesso a uma gama de investimentos que podem ser difíceis de alcançar individualmente, além de permitir que o gestor profissional tome decisões em seu nome. No entanto, os fundos também cobram taxas de administração, que podem afetar os seus retornos ao longo do tempo.


  • Semelhante à poupança, o Tesouro Selic é uma forma segura de investir seu dinheiro. A modalidade é um título público, ou seja, feito junto ao governo federal. Ele é considerado um dos investimentos mais seguros do mercado, pois tem garantia do governo federal. Além disso, o Tesouro Selic possui liquidez diária, ou seja, você pode resgatar seu investimento a qualquer momento.


  • Criptomoedas são moedas digitais que utilizam a criptografia para garantir transações seguras e controlar a criação de novas unidades. Bitcoin e Ethereum são dois exemplos bem conhecidos. Embora as criptomoedas possam oferecer altos retornos, elas são extremamente voláteis e arriscadas, e não são recomendadas para investidores inexperientes.


Onde e quanto investir?

Existem diversas instituições onde é possível realizar investimentos. Muitos bancos, como o Inter, Nubank e XP, possuem suas próprias corretoras, o que facilita o processo para os clientes desses bancos. Essas plataformas tornam o processo mais acessível, permitindo que você compre e venda ações, invista em fundos e faça outros tipos de investimentos com facilidade.


Uma das grandes vantagens do mercado de ações é que ele é acessível para todos, independentemente do quanto de dinheiro você tenha disponível. Há a possibilidade de começar investindo com uma quantia baixa, o que é uma excelente notícia para quem não dispõe de muito capital. É importante lembrar que não é necessário comprar uma ação inteira de uma empresa. Muitas corretoras permitem a compra de frações de ações, o que significa que você pode começar a investir em grandes empresas com apenas R$ 10,00.



Dicas de investimentos para iniciantes

É fundamental entender a importância de uma carteira diversificada. Isso pode ajudar a reduzir o risco e aumentar o potencial de retorno e ao invés de colocar todo o seu dinheiro em uma única modalidade, você deve diversificá-lo entre diferentes tipos, como ações, títulos, fundos e imóveis. Assim, se um investimento não estiver indo bem, você terá outros que possam compensar as perdas.


Outro aspecto crucial para considerar ao investir é a sua tolerância ao risco. Todos têm um nível diferente de conforto quando se trata de assumir riscos com seu dinheiro. É importante entender o quanto de risco você está disposto a aceitar ou qual o seu perfil como investidor (conservador, moderado ou arrojado). Se você não tem muita tolerância, pode preferir investimentos mais seguros, como a poupança ou o Tesouro Selic. Por outro lado, se você está disposto a assumir mais riscos em busca de maiores retornos, pode optar por investir em ações ou fundos.


Além disso, a paciência é uma virtude essencial quando se trata de investimentos. O mercado pode ser volátil, com altos e baixos frequentes. No entanto, é importante lembrar que investir é uma estratégia demorada. Mesmo que você veja quedas no curto prazo, é importante resistir à tentação de vender logo e, em vez disso, ter paciência para esperar que seus investimentos se valorizem com o tempo.


Ter um planejamento financeiro sólido é fundamental para o sucesso dos seus investimentos. Ele não se resume apenas a definir metas para todos os prazos, mas também envolve a criação de um orçamento, o controle de despesas, o estabelecimento de uma reserva de emergência e o gerenciamento de dívidas. 


Ao ter um planejamento financeiro abrangente, você terá uma visão clara da sua situação financeira atual e poderá tomar decisões de investimento mais informadas e alinhadas com seus objetivos. Além disso, ao se planejar, você garante os recursos necessários para enfrentar imprevistos e aproveitar oportunidades de investimento quando surgirem, reduzindo assim o estresse e aumentando suas chances de alcançar a estabilidade financeira a longo prazo.


Por fim, lembre-se de que investir é uma jornada, não um destino. Você não precisa se tornar um especialista na área da noite para o dia. Em vez disso, dedique algum tempo para aprender sobre as diferentes opções disponíveis, faça sua pesquisa e comece devagar. Cada vez mais, você ganhará experiência e confiança para tomar decisões de investimento mais informadas.


Clique aqui para falar com a equipe da Ipê Investimentos, uma assessoria de investimentos vinculada à Necton - BTG Pactual, o Maior Banco de Investimentos da América Latina.

80 visualizações

Komentáře


bottom of page